Os maiores sedutores da história

seducao
A sedução é uma das “armas” mais incríveis criada pela humanidade. Todas as pessoas gostam de se sentir atraente para conquistar aquela pessoa amada.
Veja uma lista com os 9 grandes sedutores da história da humanidade que ultrapassaram todos os limites na arte da conquista.

1. Marilyn Monroe

A atriz, cantora e modelo Norma Jeane Baker é a mais famosa loira na história e a primeira Playmate. Marcada pela sua sensualidade, tinha um grande poder de sedução sobre os homens. Marilyn tornou-se um dos principais ícones da cultura de sedução. Infelizmente, ela morreu aos 36 anos de idade de overdose.

Marilyn Monroe

2. Cleópatra

A última rainha do antigo Egito nasceu no ano 69 a. C. Embora seja conhecida como a mulher mais bonita na África, gravuras da época sugerem que na verdade era uma mulher atraente pelo seu intelecto e poder, em vez sua beleza física. Famosa por seus banhos em leite, Cleópatra tinha a capacidade de conquistar qualquer homem que a atraia e, supostamente, forçava seus escravos sexualmente a agradá-la.

Cleopatra

3. Helena de Tróia

Helena, a mulher mais bonita da antiguidade, tem suas origens na mitologia grega e sua existência e beleza são ainda conhecidas nos dias de hoje. Por todas as contas, devido à sua extrema beleza, Helena foi sequestrada por Paris e isso desencadeou uma série de eventos conhecidos mundialmente como a Guerra de Tróia. Definitivamente uma beleza muito trágica.

Helen of Troy

4. Giacomo Casanova

O aventureiro, escritor, diplomata e agente secreto Giacomo Casanova nasceu em 1725 na República de Veneza, hoje Itália. Considerado o pai da sedução, a história diz que 132 eram as mulheres que caíram os seus pés. Em sua obra autobiográfica “Histoire de ma vie” Casanova detalhou suas viagens, suas aventuras e, claro, inúmeros encontros amorosos. Ao longo do tempo, o Venetian se tornou conhecido em todo o mundo e seu nome se tornou sinônimo de amante e galhardia.

Giacomo Casanova

5. Rodolfo Valentino

Ator italiano foi o primeiro símbolo sexual Latino conhecido em Hollywood. Sua beleza exótica permitiu a Valentino ganhar os corações de centenas de mulheres de todas as idades e todas as classes sociais. Embora tenha se casado três vezes, seu grande amor foi a atriz russa Pola Negri, que iria acompanhá-lo até o fim de sua vida em 26 de agosto de 1926 quando o ator morreu aos 31 anos. Suas admiradoras esgotaram todas as flores de Nova York ao acompanharem o seu corpo durante o velório e funeral. Muitas delas acabara se suicidando em decorrência da perda do astro.

Rodolfo Valentino

6. Don Juan DeMarco

Em 1995, Jeremy Leven dirigiu o filme Don Juan DeMarco, em que Johnny Depp interpretou o jovem personagem. De acordo com a história, Don Juan queria se suicidar apesar de ter seduzido 1.500 mulheres. Sua profunda depressão, se deu ao fato da mulher dos seus sonhos não cair aos seus encantos.

Don Juan DeMarco

7. John F. Keneddy

O trigésimo quinto presidente dos Estados Unidos, nasceu em 1917 e assumiu o poder 43 anos mais tarde. Após sua morte, surgiram centenas de rumores sobre relacionamentos extraconjugais que JFK teve com Marilyn Monroe, Mary Pinchot Meyer e muitas outras mulheres. Seu físico e poder lhe valeu a admiração de milhares de mulheres. Deve-se notar que sua esposa, Jackie Kennedy, é considerada uma diva da política americana e mundial.

John F. Keneddy

8. Ovidio

O mais famoso trabalho deste poeta romano nascido em 43 a. C. é Ars Amandi (ou The Art of Love). O livro contém vários poemas que ensinam homens e mulheres estratégias apropriadas para conquistas amorosas. Porque a função final dos poemas é o próprio sexo em vez da união espiritual, alguns acreditam que, ao invés da arte do amor, o livro refere-se à arte da sedução.

Ovidio