Os 6 famosos que não foram criados pelos pais biológicos

Muitas pessoas famosas adotam crianças de todo o mundo para dar-lhes a oportunidade de ter uma vida boa. E entre as celebridades também encontramos alguns que foram criados em uma família adotiva.

Steve Jobs e seu pai biológico Abdulfattah (John) Jandali

Steve Jobs nasceu em 24 fevereiro de 1955 em uma clínica particular em São Francisco. Sua mãe biológica Joanne Schieble, uma estudante, teve que deixar o bebê por causa da pressão dos seus pais. Quando souberam que ela estava grávida de Abdulfattah Jandali, sírio, ameaçaram deserdá-la.
Foi o pai adotivo de Steve, Paul Jobs, que incutiu a criança de amor pela eletrónica e pagou por sua educação, abrindo assim as portas do mundo. Steve Jobs não gostava quando chamavam os seus pais de “adotivos”: “Eles são 100% meus verdadeiros pais”.

Nicole Richie e seu pai biológico, Peter Michael Escovedo

Jamie Foxx

Foxx, que se tornou um grande ator americano, nasceu no Texas em Luizy Dikson na família Darrel Bishop. Pouco depois que os pais biológicos desistiram de criá-lo, Jamie foi adotado pela família de Marcos e Esfir Mari Talley.
Ele cresceu na “área negra” do seu bairro e a sua avó foi a sua maior influência na vida. Foi ela quem o incentivou a amar a arte, o ensinou a tocar piano e influenciou a sua decisão de estudar música clássica na escola.

Ray Liotta

Os pais biológicos de Ray o abandonaram, porque a família não podia se dar ao luxo de criar seus filhos. O menino foi adotado por um casal italiano rico, então ele recebeu um belo nome e uma nova família amorosa. Ao lado dele, os italianos também adotaram uma menina, Linda, para que Ray não se sentisse solitário.

Coco Chanel

A mulher mais famosa no mundo do designer nasceu em 1883 em Saumur. Seus pais não podiam sustentar seus filhos ( além Coco, a família tinha mais 4 crianças), elas ficavam a maior parte do tempo com vários parentes.
Quando Coco tinha apenas 12 anos de idade, seu pai deixou a família e a menina foi levada para um abrigo. Em seguida, foi levada para um mosteiro católico para estudar. Segundo a versão de Coco, este fato foi que a empurrou para decidir sua futura profissão. Forçada a vestir um triste uniforme cinza por toda a sua vida, ela sonhava em vestir todas as mulheres no mundo de uma maneira mais elegante e feliz.

John Lennon

Logo após o nascimento de John, seus pais se separaram e sua mãe encontrou um novo homem, assim, John acabou sendo enviado para ser educado pela sua tia Mimi e seu marido.
De acordo com Lennon, Mimi era muito rigorosa e não aprovava a sua paixão pela guitarra. Ela sempre lembrava John repetindo: “A guitarra é uma coisa boa, mas ela vai não ajudá-lo a ganhar a vida”.