Após “perder a virgindade” na cadeira ginecológica em exame, mulher é indenizada

exame

Uma russa de 29 anos foi indenizada ao equivalente a cerca de R$ 2.500 após “perder a virgindade” na cadeira ginecológica durante exame feito pela sua médica. Após o ocorrido, o noivo da russa terminou com ela. O sujeito que é cristão, desistiu do noivado ao saber que ela não era mais virgem.