As 10 Curiosidades sobre o Dia das Bruxas

Resultado de imagem para halloween

1. Na Espanha, como no Brasil, comemora-se o Dia de Todos os Santos em 1º de novembro, e o dia de Finados no dia seguinte. As pessoas usam as datas para relembrar os mortos, decorando túmulos e lápides de pessoas que já faleceram.
2. No México, no dia 1º de novembro, comemora-se o Dia dos Anjinhos, ou Dia dos Santos Inocentes, quando as crianças mortas antes do batismo são relembradas.O Dia dos Mortos (El Dia de los Muertos), 2 de novembro, é uma grande comemoração no México. As pessoas oferecem ao mortos o que eles mais gostavam: pratos, bebidas, arranjos de flores. Na véspera de Finados, família e amigos enfeitam os túmulos dos cemitérios. O local transforma-se numa alegoria, decorado e iluminado com velas. Lá as pessoas comem, bebem e conversam, esperando a chegada dos mortos na madrugada.Uma tradição bem popular são as caveiras doces, feitas com chocolate, marzipã e açúcar. São vendidas em todos os locais, assim como as flores de “cempasúchil”, considerada a flor do morto. Ela o ajuda a encontrar seu caminho.
3. Países de origem hispânica não têm o costume de comemorar o Halloween, e sim o Dia dos Mortos. Foi a forma que a Igreja Católica encontrou para desviar as atenções dessa comemoração de origem pagã.
4. O enfeite mais famoso da festa do Dia das Bruxas veio de uma antiga lenda irlandesa. Contavam que um homem chamado Jack, depois que morreu, ficou vagando pelo mundo com uma lanterna feita de nabo com um pedaço de carvão aceso dentro. As pessoas, então, colocavam lanternas de vegetais nas portas e nas janelas das casas para afugentar Jack e outros espíritos maus nas noites de Halloween. O costume de usar abóboras surgiu depois que a festa chegou nos Estados Unidos.
5. Na Tailândia, existe o festival Phi Ta Khon, celebrado com música e desfiles de máscaras acompanhados pela imagem de Buda. Segundo a lenda, fantasmas e espíritos andam entre os homens. A comemoração acontece no primeiro dia das festas budistas.
6. Existem diversas versões para a origem da festa. Uma delas diz que, antigamente, as pessoas acreditavam que fantasmas apareciam na noite anterior ao Dia de Todos os Santos (“Hallow’s Day”, em inglês), para bagunçar a comemoração.
7. Nos Estados Unidos, o Dia das Bruxas é chamado de “Halloween”, adaptação da frase celta “all hallow eze”, que quer dizer “noite de todos os santos”.
8. Outra envolve a chegada dos irlandeses, os ingleses e os escoceses na América do Norte, por volta de 1800. Os celtas acendiam fogueiras nas áreas rurais, dando origem à festa. Eles teriam levado a tradição do Halloween, que conquistou principalmente as crianças americanas e, depois, as do mundo inteiro. A festa era chamada de Samhain, que significa “fim do outono”.
9. Nasceu com uma lenda dos druidas, sacerdotes dos celtas, povo que habitava a Inglaterra por volta do ano 200 a.C. Na noite de 31 de outubro, segundo eles, todas as bruxas, demônios e espíritos dos mortos se reúnem para uma grande festa. O medo que a comemoração causava foi sendo esquecido e ela se transformou numa grande folia para a garotada.
10. Vestindo fantasias, as crianças batem de porta em porta perguntando: “Tricks or Treats?” (“Travessuras ou Gostosuras?”).